domingo, dezembro 18

DIVISÃO DE PONTOS

Tarde solarenga mas muito fria, foram a companhia do C.F.E. que, a contar para a 11ª Jornada do Campeonato Distrital da Divisão de Honra, recebeu no seu reduto a equipa do Oriolense.
Foi um jogo em que só interessava ao C.F.E. a vitória, pois queria encurtar a distância para com o seu adversário desta tarde e aproveitar os deslizes das equipas que a precedem pois não lhe têm deixado muita margem de manobra.
A partida começou equilibrada uma vez que já se tinham encontrado para a taça de Évora tentando desde cedo anular mutuamente os seus pontos fortes. Os encarnados durante a primeira parte do encontro, trabalhou muito no seu meio campo não deixando o Oriola organizar o seu jogo e numa descida de Pica pelo lado direito do ataque estremocense, cruza e Soares ao primeiro poste cabeceia ao lado dando assim o primeiro susto ao guardião forasteiro. Estava um jogo muito aguerrido a meio campo deixando as alas como alternativa para dar continuidade aos ataques onde o Oriola numa das suas jogadas tira cruzamento à queima-roupa junto à linha de fundo e segundo o fiscal de linha, Simão corta o lance com a mão, dando indicação ao arbitro que prontamente assinala grande penalidade e mostra o amarelo ao jogador encarnado. Oportunidade desperdiçada pelos visitantes que falharam o castigo máximo mantendo o resultado a zero até ao intervalo.
De regresso e prontos para a segunda parte do encontro, Mister Mourão optou por não mexer na equipa esperando que a exibição segura da primeira parte trouxesse o tão desejado golo nesta fase complementar mas foi o Oriolense que começou por dominar o C.F.E. provocando alguma instabilidade/pressão nos da casa resultando alguns passes menos conseguidos, passando mesmo por alguns apuros onde saliento uma enorme defesa de Xuma após um cabeceamento com carimbo de golo e uma perdida incrível de um jogador do Oriola que a poucos “metrinhos” da baliza e já sem Xuma no lance, simplesmente falhou…
Mexe a equipa dos rubros negros, entra Jojo para o lugar de David Lopes e Luís Festas rendeu Pica, refrescando os sectores meio campo e avançado mas o Oriola continuava a pressionar e Mister Mourão faz a sua última substituição, entra Pucarinhas para o lugar de Nuno Abegão que presumo eu terá saído tocado uma vez que momentos antes tinha estado a receber assistência. O C.F.E. a partir daí e depois de ter alterado a sua disposição táctica no terreno de jogo, conseguiu sacudir a pressão e equilibrar o encontro com umas boas trocas de bolas num futebol apoiado reteve dessa forma os visitantes no seu meio campo.
 Fábinho num canto bem batido, faz o esférico atravessar toda a pequena área e Soares a chegar atrasado para a emenda. Logo depois um bom passe de Luís Festas que serve Jojo à entrada da área mas este a rematar um pouco por cima da baliza adversária. Aí estava o Estremoz de novo mas o jogo já tinha o seu fado, um embate a zero bolas entre o 3º e o 4º classificados que me parece ser um resultado que não fica mal a nenhuma das equipas.

Aproveito este momento para deixar a todos os que fazem parte deste grande clube e claro, extensivo às suas famílias, um voto de BOAS FESTAS e um PRÓSPERO ANO de 2012.
 
por Nuno Frade

1 comentário:

Futebol Distrital disse...

http://distritaldefutebol.blogspot.com/2011/12/qual-foi-para-ti-o-melhor-11-do.html

Qual é para ti o melhor 11 do Distrital de Evora??